Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

Aqui você encontrará conteúdos criados pelo Dr. Alex Tavares. Ele atende com Acupuntura nos seus consultórios em Porto Alegre/RS. As sessões terapêuticas podem ocorrer no centro do bairro Tristeza e no bairro Rio Branco.
Além disso, ele atende via internet com a Psicologia e a Psicoterapia on-line em qualquer parte do planeta. Agora veja dados sobre Psicologia, saúde e desenvolvimento pessoal.

Advogado Trabalhista Porto Alegre Centro Bairro Tristeza Rio Branco
Acupunturista.

Dr. Alex Tavares

Graduado em Psicologia (UNISINOS).
Especialista em Acupuntura e Eletroacupuntura (CBA/ABACO).
Mestre em Psicologia Social e Análise Institucional (UFRGS).
Professor e psicólogo clínico.
Palestrante sobre Psicologia, saúde e desenvolvimento pessoal.
Canal sobre Psicologia, desenvolvimento pessoal e saúde no YouTube.
Whats (5551) 991835253.

Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

 

Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

Acupuntura: Acupunturista em Porto Alegre, na Zona Sul, na Central, no Bairro Tristeza e no Rio Branco

 

Dr. Alex Tavares
Fone: (51) 3217.4300.
Celular Claro: (51) 99183.5253.
Celular Vivo: (51) 99506.0347.
Whats (5551) 991835253.

 

CURSO ON-LINE DE ACUPUNTURA.

Avaliação da Acupuntura com o Uso de Testes Psicológicos Reconhecidos Pelo Conselho Federal de Psicologia

Esse artigo apresenta os métodos e os resultados clínicos da pesquisa desenvolvida para avaliar a eficácia da Acupuntura clínica com a aplicação de testes psicológicos validados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Os resultados foram extremamente positivos e indicaram que a Acupuntura é uma excelente forma de tratamento natural (sem uso de remédios) para depressão, ansiedade e insônia.

Os achados dessa pesquisa estão de acordo com os dados sobre Acupuntura divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Palavras-chave: Acupuntura, eficácia, testes psicológicos.

 

Avaliação da Acupuntura com o Uso de Testes Psicológicos Reconhecidos Pelo Conselho Federal de Psicologia

Durante o nosso período de formação em Acupuntura, na fase de produção da monografia da especialização em Acupuntura e Eletroacupuntura, há quase 10 anos atrás, realizamos uma avaliação da Acupuntura clínica com o uso de testes psicológicos validados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Os instrumentos utilizados tinham as seguintes características: eram testes psicométricos, com uso de números, estatística, padronização, com resposta mecânica expressa por meio da escrita e com o objetivo de diagnóstico.

Os testes administrados naquela época foram os seguintes:

  • Inventário Beck de Depressão (BDI) – mede alterações depressivas.
  • Inventário Beck de Ansiedade (BAI) – identifica o nível de ansiedade.
  • Questionário Geral de Saúde (QSG) – capta o nível de estresse psíquico, desejo de morte, desconfiança no próprio desempenho, distúrbios do sono, distúrbios psicossomáticos e saúde geral.

Veja a lista completa e atualizada dos testes avaliados pelo Conselho Federal de Psicologia clicando aqui.

 

Palestra de Dr. Alex Tavares: Acupuntura e Psicologia.

 

Dados sobre o tratamento com o uso da Acupuntura:

Foi utilizado um padrão total de apenas 10 sessões (01 por semana), com no máximo 10 agulhas por sessão, com o diagnóstico em Psicologia e em Acupuntura (MTC / Zang-Fu), uso de agulhas sistêmicas, estéreis, descartáveis, tamanho 0,20 X 30mm, inserção com uso de mandril descartável (tubo guia), com obtenção do “deqi”, método de sedação com tempo total 20 minutos e manipulação vigorosa de 5 em 5 minutos; método de tonificação com tempo total 10 minutos, manipulação suave de 5 em 5 minutos. As intervenções ocorreram com ou sem o uso de outras terapêuticas (tratamento combinado), como, por exemplo, remédios e/ou Psicoterapia.

Perfil dos pacientes:

Foram incluídos na pesquisa todos os pacientes que responderam aos testes em ordem de chegada.
No total, foram 14 pacientes, 100% com desconforto crônico (mais de 6 meses de queixa).
Idade entre 18 e 68 anos.
3 do sexo masculino e 11 do feminino.
3 pacientes com uso de outros tratamentos e 11 sem outro tratamento.
10 pacientes com “Síndromes de Deficiência” e 4 com “Síndromes de Excesso”.
Queixas principais: 7 com ansiedade, 2 com depressão, 1 com insônia, 3 dependentes de tabaco e 1 com lombalgia.

 

Nesse livro estão os dados completos dos tratamentos com Acupuntura, com indicação de pontos, instrumentos, estímulos e como melhorar, ainda mais os ótimos resultados!

 

Resultados da pesquisa:

Acupuntura clínica mostrou-se uma estratégia clínica eficaz, segura, com resultados rápidos e poucos efeitos colaterais (ex.: letargia, sonolência, leve vermelhidão em alguns locais de inserção que duraram até 2 minutos).

A porcentagem geral dos resultados dos tratamentos aferidos pelos testes validados e reconhecidos pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) ficou deste modo:

1. “Inventário Beck de Depressão” (BDI):

  • 75,5% dos pacientes estavam com “depressão de moderada a grave” ou “depressão grave”. Após 10 sessões de Acupuntura, 100% desses pacientes diminuíram drasticamente o seu nível de depressão.
  • O melhor desempenho mostrou uma recuperação completa do quadro depressivo (100%).
  • Dos 8 pacientes que apresentavam algum nível de “depressão”, depois da Acupuntura, 62,50% voltaram à normalidade.

2. “Inventário Beck de Ansiedade” (BAI):

  • 50% dos pacientes estavam com “ansiedade grave”.
  • 100% desses pacientes diminuíram drasticamente o seu nível de ansiedade.
  • Melhora média de 54,63% da ansiedade.
  • Dos 7 pacientes que apresentavam algum nível de “ansiedade”, depois da Acupuntura, 42,86% apresentaram índices normais (sem ansiedade).

 

3. “Questionário Geral de Saúde” (QSG):

  • Dos 9 pacientes que apresentavam um nível alterado de “Saúde Geral”, 77,78% passaram a indicar índices normais.
  • Dos 9 pacientes que apresentavam um nível alterado de “stresse psíquico”, 77,78% passaram a indicar índices normais.
  • Dos 4 pacientes que apresentavam “desejo de morte”, 100% tiveram os seus índices classificados como normais, ou seja, sem “desejo de morte”.
  • Dos 7 pacientes que apresentavam algum nível de “desconfiança no próprio desempenho”, 71,43% voltaram ao índice normal.
  • Dos 6 pacientes que apresentavam algum nível de “distúrbios do sono”, 83,33% passaram a apresentar índices normais.
  • Dos 7 pacientes que apresentavam algum nível de “distúrbios psicossomáticos”, 100% voltaram ao índice normal.

Acreditamos, após analisar esses dados iniciais (com intervenção de apenas 10 sessões), que a Acupuntura, cada vez mais, poderá ser uma grande aliada nos tratamentos científicos das desordens psicológicas, talvez, vindo a ser a grande parceira das mais variadas formas de Psicoterapia.

No mínimo, ao nosso ver, esses achados mostram uma nova frente de “tratamento combinado”, para além da “antiga dupla” (psicoterapia + remédio).

Os nossos achados estão em completa sintonia com os dados das pesquisas apontadas por Allen, Schnyer  e Hit (1998) e também com os  dados científicos sobre eficácia da Acupuntura divulgados pela Organização Mundial da Saúde/OMS (WHO, 2002).

 

Como exemplo, veja alguns informações objetivas sobre a eficácia da Acupuntura para tratamento das alterações psicológicas conforme publicação da OMS:

  • Ansiedade – Acupuntura com eficácia superior à medicação convencional.
  • Depressão – Acupuntura com eficácia similar à medicação convencional, mas sem efeitos colaterais.
  • Esquizofrenia – Laser-acupuntura: eficácia superior à da medicação convencional (78% dos casos).
  • Estresse competitivo – Acupuntura com eficácia em 93% dos casos.
  • Insônia – com a Acupuntura o sono foi totalmente normalizado em 98% dos casos.
  • Retardo mental – Acupuntura promoveu o aumento de 21% no quociente de inteligência e o aumento de 18% na adaptatividade social.

 

Nesse livro digital, veja os dados completos dos tratamentos com ACUPUNTURA, com indicação de pontos, instrumentos, estímulos e como melhorar, ainda mais os ótimos resultados!

 

Por fim, é importante lembrar que a grande maioria dos pacientes (72,73%) tratou-se apenas com a Acupuntura (sem remédio ou psicoterapia). Assim, acreditamos que a Acupuntura pode ser usada como terapêutica principal de alguns quadros psicopatológicos, principalmente nos de estresse (77,78%), insônia (83,33%) e distúrbios psicossomáticos (100%). São necessárias novas pesquisas, com maior número de pacientes, grupo controle, etc., para verificar se essas nossas últimas hipóteses são realmente válidas.

 

Bibliografia:

  • ALLEN, J.J.B.; SCHNYER R.N.; HITT, S.K. (1998). The efficacy of acupuncture in the treatment of major depression in women. Psichol Sci 9:397-401.
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION [WHO] (2002a). Acupuncture: Review and analysis of reports on controlled clinical trials (ISBN 92 4 154543 7), WHO Geneva, (35 Swiss Francs).
Orientadora: Dra. Lúcia Marques Rodrigues.
Instituição: Colégio Brasileiro de Acupuntura (CBA) / Academia Brasileira de Arte e Ciência Oriental (ABACO).
Livro de Acupuntura científica e tradicional!

 

Psicólogo Brasileiro Que Atende Online: Psicoterapia Virtual | Psicologia Via Internet | Estados Unidos/EUA, Portugal, Espanha, Inglaterra, Japão, China

Avaliação Psicológica, Orientação Profissional, Palestra, Perícia Psicológica Forense,
Psicodiagnóstico, Psicologia a distância (Psicologia on-line),
Terapia Cognitiva-Comportamental (TCC),
Supervisão em Acompanhamento Terapêutico e Psicologia.

 

Psicólogo On-line: Biografia é Destino? Há Determinismo do Passado?

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

Terapia Cognitiva-Comportamental

A Terapia Cognitiva-Comportamental (TCC) é uma intervenção focal, científica e breve que age no tratamento de doenças (ex.: depressão, ansiedade, pânico, fobia, transtorno de personalidade, etc.).

Além disso, também é aplicada em problemas conjugais, familiares, escolares, profissionais, etc.

Assim, a TCC é composta de métodos e estratégias de intervenções utilizadas por psicólogos clínicos para tratar das dificuldades de natureza emocional, comportamental, fisiológica e social.

 

Psicólogo On-line: Pensamento Muda Cérebro? Pesquisa Científica de Harvard Responde!

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

 

Do ponto de vista físico, a TCC é uma estratégias clínica que altera positivamente o funcionamento neuropsicológico e faz uma espécie de “restruturação” nas conexões entre neurônios (células nervosas do nosso sistema nervoso central – SNC).

Uma das várias teses que sustentam a Terapia Cognitiva-Comportamental é a de que a maneira como pensamos (nossas interpretações, crenças, ideias, desejos, nossa “ecologia cognitiva”) modula nossos afetos, comportamentos, estados fisiológicos e qualidade da interação social em um processo de interação constante, recursivo e de múltipla influência.

 

Psicólogo on-line: Como Identificar Crença Limitante?

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

 

Segundo a psicóloga Ph.D. Judith S. Beck (1997) a Terapia Cognitiva tem os seguintes princípios:

  1. É baseada numa formulação em contínuo desenvolvimento do paciente e de seus problemas em termos cognitivos.
  2. Requer uma aliança terapêutica segura.
  3. Enfatiza colaboração e participação ativa.
  4. É orientada em meta e focalizada em problemas.
  5. Inicialmente enfatiza o presente.
  6. É educativa, visa ensinar o paciente a ser seu próprio terapeuta e enfatiza prevenção da recaída.
  7. Visa ter um tempo limitado.
  8. As sessões são estruturadas.
  9. Ensina o paciente a identificar, avaliar e responder a seus pensamentos e crenças disfuncionais.
  10. Utiliza uma variedade de métodos e técnicas para mudar pensamento, humor, comportamento e estados fisiológicos.

 

Psicólogo on-line: Efeito Psicológico The Wall (o Muro de Problemas)!

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

 

A validade da Psicoterapia Cognitiva vem sendo constantemente testada em vários locais.

Por exemplo, nos Estados Unidos (na década de 1980) pelo National Institute of Mental Helth.

Com resultado dessa avaliação, foi comprovado cientificamente que essa intervenção é eficaz.

Além disso, ficou claro que ela reduz gastos com internações e evita o efeito residual dos psicofármacos. Podendo ser mais eficaz que os remédios.

 

“… alguns indícios apontam para o fato de que a Psicoterapia é capaz de influenciar certos circuitos reguladores de forma mais certeira que a maioria dos medicamentos que agem sobre o cérebro.” (BEUTEL; KLIMCHAK, 2004: 50).

 

Psicólogo on-line: O Que é Ansiedade? Definição Simples e Objetiva.

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

 

Por fim, destaca-se que a Terapia Cognitiva vem sendo utilizada para o tratamento de inúmeros problemas e doenças.

O métodos e técnicas da TCC são cientificamente eficazes para o tratamento de:

  • Dependência química (ex.: álcool, maconha, cigarro, cocaína, remédios).
  • Dificuldades interpessoais (ex.: familiar, conjugal, sexual, profissional, escolar).
  • Transtornos alimentares (ex.: bulimia, anorexia, obesidade).
  • Transtornos de ansiedade (ex.: fobia, pânico, hipocondria, TOC).
  • Transtornos de humor (ex.: depressão, mania, bipolar).
  • Transtornos de Personalidade (ex.: paranóica, esquizóide, histriônica, esquiva, dependente, dissocial).
  • Coadjuvante em problemas orgânicos (ex.: cardiopatias, quadros alérgicos, oncológicos, neurológicos).

 

Psicologia e Acompanhamento Terapêutico: Conexão Brasil e Angola

Curso Grátis AT | CoMental | Academia Portal Dr

 

Envie suas dúvidas sobre tratamentos em Psicologia clínica clicando aqui.

 

BIBLIOGRAFIA:

  1. BECK, Judith S. (1997). Terapia cognitiva: teoria e prática. Porto Alegre: Artes Médicas. 341p.
  2. BEUTEL, Manfred E.; KLIMCHAK, Steve (2004). Drogas ou Divã?. In.: Viver Mente&Cérebro. São Paulo: Duetto. 46-50.

Contato 24h: Psicólogo Brasileiro Que Atende Online: Psicoterapia Virtual | Psicologia Via Internet | Estados Unidos/EUA, Portugal, Espanha, Inglaterra, Japão, China

Fone: (51) 3217.4300.
Celular Claro: (51) 99183.5253.
Celular Vivo: (51) 99506.0347.
Whats (5551) 991835253.